granola

A primeira receita da série básicos-clássicos da nossa cozinha será esta eterna granola.

Esta granola é uma receita que desenvolvi há uns 12 anos. Apesar da data, nunca enjoei dela, e sempre tenho em casa. Já ensinei esta receita para um monte de pessoas e todas adoram. É muito fácil fazer e acho que vale muito a pena. Sempre achei que ela é muito mais rica que as prontas de supermercado, e, comparando as vantagens, também muito mais barata.

Esta receita já mudou um pouco ao longo dos anos, mas ainda é basicamente a mesma coisa de sempre. Mistura tudo e forno!; baixinho, mexendo sempre, sem pressa. “Antigamente” eu usava cortar as castanhas em pedaços graúdos, agora as coloco inteiras. Acho que ficam mais lindas e dá menos trabalho. Outra coisa e que o mel, sempre presente, agora estou usando cada vez menos, e até deixando sem. Não tenho estado muito à vontade para colocar mel no forno. Mas deve ser uma fase. Faça com mel! Vale a pena!

Bom, vamos à receita então. É uma receita de xícaras de chá generosas, sem pesos.

Ingredientes:

  • 4 xíc de aveia em flocos graudos ou finos ou um pouco dos dois (atualmente uso misturar os flocos com os de centeio, e até com os de cevada);
  • 2 a 3 xíc de castanhas variadas: amêndoas, avelãs, castanhas do pará, nozes ou outras;
  • 1 xíc de coco ralado grosso ou fino, ou dos dois (se você usar coco ralado na hora é importante dar uma secada nele no forno. Com menos umidade, a granola se conserva por mais tempo. Se usar coco seco, prefira os sem açúcar, não precisa de açúcar!);
  • 1 a 2 xíc de sementes: girassol, linhaça, gergelim, abóbora, etc. Coloco aqui também quinua em grão, ou flocos de quinua.
  • 1 a 2 xíc de frutas secas: uvas passas, damascos picados, banana passa fatiada, tâmaras, e as que você gostar mais
  • 1/2 a 1 xíc de mel

Preparo:

Misturo todas as castanhas e sementes com os flocos dos grãos. Eu costumava sempre colocar o mel nesta etapa também, mas, como disse, recentemente estou deixando o mel de lado neste momento e escolhendo, na hora de comer, qual é o mel bom para o dia.

Enfim, misturo tudo, com exceção das frutas. Ao misturar o mel é importante mexer bem, para que ele praticamente desapareça, e se espalhe por cada grão, se possível. Se você gosta de granola mais doce, pode colocar um pouco mais de mel, mas não a deixe grudenta. Com muito mel, fica fácil queimá-la no forno, e dura menos. Prefira um pouco mais de mel na sua tigelinha diária.

Escolha uma assadeira bem grande e também funda. Se você come uma granolinha só de vez em quando, faça só metade da receita, porque é bastante granola!

Sobre a assadeira, o importante é que a granola fique espalhada numa camada de, no máximo, três dedos de altura, caso você não tenha uma assadeira grandona, faça em duas menores para não empilhar muito a granola, senão demora demais para dourar.

Leve esta assadeira ao forno baixo, uns 150˚C, por uns 20 a 30 minutos, não precisa aquecer o forno, mas se você o fizer, fique esperto e reduza este primeiro tempo. Depois retire a assadeira do forno e mexa a granola. Ela tende a dourar mais nas laterais e, caso seu forno tenha um ventilador, em cima também. Então é importante mexer porque o objetivo é ter uma granola toda dourada por igual.

Volte para o forno, e mais 15 a 20 minutos, mexa novamente. E de novo, e de novo.

Estes tempos são aproximados porque depende muito do forno e da altura da granola. Vá dando uma olhada nas primeiras vezes que fizer, muitas vezes é preciso baixar um pouco mais o forno, caso ela doure demais, em menos de 15 minutos.

Vai demorar um pouco. Ela vai ficar no forno um bom tempo e você vai mexer mais de 4 vezes. Tenha paciência, e fique sempre atento! Quando vai chegando ao final, a granola acelera o dourado, e pode virar queimado!

Você decide quando está boa para você. Quando mais dourada, mais croconte.

Depois que a granola sai do forno, coloque as frutas secas e mexa. Como disse, o coco vai bem no forno, tanto quando ele está fresco, quanto quando seco.

Você pode aumentar ou diminuir, ou retirar ou acrescentar um ingrediente, segundo suas preferências. Fique à vontade! É só observar os pontos importantes do preparo!

Minhas primeiras granolas tinham, misturadas ao mel, uma colher de café de essência de baunilha. Nunca me esqueço do perfume dela pela casa quando a granola começava a dourar no forno. Mas há muito tempo tenho dispensado essências da minha cozinha, e granola acabou ficando sem. Se você gosta de baunilha, teste uma vez colocá-la ao mel.

Compro os ingredientes na zona cerealista de São Paulo e, às vezes, no mercado central de Campinas. São os lugares mas baratos que conheço.

Experimente porque vale a pena!

Caso você ainda não esteja convencido de que esta granola é um arraso (ela é!), ou pior, que vai dar muito trabalho, tente a granola expressa, também é bem gostosa!

Anúncios
Esse post foi publicado em blog. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s