Spätzle

Os obsessivos defensores da pasta italiana e os orgulhosos conhecedores do Spätzle que me perdoem, mas, para a maioria dos mortais, o Spätzle é a versão alemã da pasta italiana!

A vantagem é que o Spätzle pode ser um prato “de minuto, como dizemos lá em casa para saias simples e prateleiras despretenciosas, ou, à la minute, como dizem por aí, para pratos feitos na hora. O Spätzle é rapidinho! Enquanto que as massas italianas dependem de, pelo menos, uma nona; cheia de boa vontade (e tempo!)

Outra diferença da massa italiana é que o Spätzle tem uma textura tão macia que, com o molho certo, é super confort food. Conquista qualquer coração depois da chuva ou de uma tarde de desesperanças.

Então vamos lá, antes que esta conversa demore o tempo de abrir e cortar uma massa italiana, e vocês desacreditem da simplicidade do Spätzle.

Como a massa italiana: 100g de farinha e um ovo por pessoa. Sal, claro. Farinha de semolina também é super bem-vinda. E leite, que é o que faz o Spätzle diferente. O resultado deve ser uma massa mole, escorregadia, que dá para pegar de colher. Dá uma olhada nas fotos.

   

Pode-se fazer a massa antes do jantar, e deixá-la esperando até a hora de finalizar; ou fazer na hora, também dá certo. Não muda nada. Com a massa pronta e uma panelada de água fervendo com sal, usamos o Spätzlehobel, que é bem parecido com um ralador, mas não tem lâminas, só tem buraquinhos, por onde escorre a massa.

Este da foto tem um copo onde colocamos a massa. Movemos o copo para frente e para trás, e a massa vai escorrendo e sendo cortada, caindo na água fervendo e coagulando a farinha. Parece bastante com um nhoque: quando está cozido, sobe.

Há outros utensílios para fazer Spätzle. Tem o Spätzlehobel sem o copo, que pode ter forma de ralador ou redondo, como a tampa da panela. Para ele usamos uma espátula flexível, esparramando a massa na superfície de furinhos. E tem também, para os jovens-despretenciosos-cozinheiros, (o típico cozinheiro-solteiro) uma novidade mais recente, que você pode fazer em casa, nem precisa comprar pronto: é uma garrafa de plástico com uma tampa larga furada. Na garrafa mesmo você já coloca todos os ingredientes, shake, shake, shake, e pronto, espreme a garrafa na panela e tem seu Spätzle! Este último não sei como é o resultado. A massa não é tão mole assim, para este shaking todo. Tenho a impressão de que é melhor mexer a massa com uma colher, para não ficar gruminhos.

   

Quando sobem retiramos da água, escorremos e pronto! Pode fazer o molho de sua preferência. Um dos clássicos da Alemanha é de queijo e cebolas caramelisadas. Fico devendo aqui um registro mais detalhado desta versão.

Guten Appetit!!

Anúncios
Esse post foi publicado em blog. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Spätzle

  1. Pedro Tannus disse:

    Provado e aprovado! Já tinha comido com o páprika schnitzel, mas esta versão, junto com aquela costela, estava ótima!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s